Características do signo de Dragão no Horóscopo Chinês

Os nativos do signo de Dragão são criaturas dominantes, com facilidade de impor ideias sobre as outras pessoas. Impressionam pela sua força incomparável, concentrada em seu intelecto, retórica e porte físico – não necessariamente ao mesmo tempo. Jamais assumem o papel de vítima, assim como detestam se sentir inúteis na resolução de um problema coletivo.

Dragão no horóscopo chinês

Dotados de uma autoconfiança irremediável, tomam decisões complexas mesmo sob pressão, mas não abrem mão de um ambiente propício ao pensamento bem elaborado. Sendo assim, encontram-se na linha tênue entre o ativo e o assertivo.

Anos de nascimento do Dragão

Observe a seguir os anos do Dragão:

1940, 1952, 1964, 1976, 1988, 2000, 2012, 2024.

Características do signo de Dragão

Os nativos de Dragão costumam ser muito independentes, teimosos e motivados. São autoconfiantes e acreditam ser capazes de resolver todos os problemas que surgem pela frente – o que denota o grande otimismo e positivismo na vida dessas pessoas.

Na grande maioria dos casos, são pessoas proativas, que amam viver e fazem isso como poucos. Não precisam da companhia de outras pessoas para alcançar a plenitude, e detestam que os peguem pelo braço. São líderes, jamais subordinados.

Personalidade do Dragão

ano do dragão

Assim como nos contos fictícios orientais, o Dragão do horóscopo chinês simboliza uma pessoa determinada, pronta para grandes batalhas e orgulhosa da própria força e poder. Por ser um guerreiro nato, o nativo deste signo jamais abaixa a cabeça para desafios, o que faz dele um indivíduo muito enérgico, autoconfiante e, essencialmente, um líder.

Diferente de outros signos do horóscopo chinês, como a Serpente, por exemplo, o Dragão não ostenta a conquista, e sim os meios que o fez chegar até ela. Orgulha-se de sua capacidade de alcançar objetivos mais do que do objetivo em si, e é muito importante que ele consiga provar todas as suas habilidades no processo. Costuma carregar nas costas a aura de vencedor e protetor dos demais, o que pode se tornar um fardo: a derrota e o fracasso, quando concretos, são catastróficos na visão do nativo, que pode se sentir impotente.

A virtude do Dragão costuma ser a força, seja ela física, intelectual, espiritual, entre outras coisas que possam torná-lo um ser humano dominante sobre os outros. Costuma ser bem-sucedido, mas não é materialista. Zela pela honra, por uma vida virtuosa e bem vivida. Por conta de seu orgulho vencedor, pode ser uma pessoa solitária, já que acredita que deve resolver as coisas por conta própria.

Dragão no amor

De longe um dos signos mais difíceis de serem conquistados. O nativo de Dragão é extremamente seletivo e calculista para relacionamentos, e prefere estar solteiro do que acompanhado por qualquer pessoa. Quando se apaixona, no entanto, investe bastante na relação, embora seja difícil escapar de atritos quando se é uma pessoa de personalidade igualmente forte.


Quando conquistado, o Dragão busca o crescimento mútuo, compartilhado, mas sem abrir mão da individualidade de cada um. Admira aqueles que, como ele, têm muitos planos para o futuro e não abrem mão deles por qualquer coisa, portanto jamais se relacionaria com alguém estagnado, preguiçoso e procrastinador. Acredita que esse tipo de pessoa pode sugar sua energia vibrante e atrasar sua vida.

O Dragão é compatível com: Rato, Tigre e Coelho.

O Dragão é incompatível com: Boi, Coelho e Cão.

Saúde do Dragão

Embora seja bastante resiliente, o excesso de desafios encarados pelo Dragão pode levá-lo ao desgaste mental – ou físico, dependendo da circunstância. Portanto, é importante que as pessoas nativas deste signo se atentem aos próprios limites, já que são naturalmente saudáveis e dispostas.

Defeitos do signo de Dragão

Há certa impulsividade no Dragão, sintoma de sua constante insatisfação com o status quo. São bastante temperamentais, exigentes e controladores, o que pode ocasionar um ambiente tóxico quando pouco confrontados, já que tendem a dominar aqueles mais calmos e passivos quando se sentem a vontade para isso. Quando confrontados, por outro lado, dificilmente largam o osso da razão, denotação clara de sua teimosia e de seu orgulho.

Signo de Dragão no trabalho e vida social

A natureza autoritária do Dragão pode gerar problemas no trabalho, principalmente por conta da dificuldade que o nativo deste signo tem de se relacionar de modo igualitário com seus semelhantes. Quando chefe ou gerente, é carrasco, amedrontador e exigente, podendo tender ao abuso de autoridade para obter os resultados desejados. Apesar disso, executa o cargo como ninguém, pois tem a ambição necessária para liderar equipes e comandar subordinados.

Na vida social, são aqueles que se autodenominam “fortes personalidades”. Falam o que querem sem medo do que os outros podem pensar, colecionam inimizades e, por conta disso, são extremamente populares. O círculo de amizades íntimas, em contrapartida, costuma ser bem reduzido, já que o Dragão não é de abrir o coração para qualquer um com facilidade.

Tipos de Dragão

Dragão de Metal – 1880, 1940, 2000

O nativo deste signo em Metal não titubeia ao incentivar aqueles ao seu redor. Líder por natureza, busca compartilhar sua força e sabedoria com os demais, e se irrita com quem não consegue manter a mesma intensidade. Gosta de ser o exemplo a ser seguido, e preserva em exacerbo a própria imagem, já que é dela e da impressão que ela causa que ele tira uma parte de sua força. Parte desse processo é o cuidado em demonstras fraquezas, pois precisa ser o símbolo absoluto de resistência.

Dragão de Água – 1892, 1952, 2012

É o menos orgulhoso dos dragões, agindo sempre de acordo com seu altruísmo e buscando entender seus semelhantes em primeiro lugar. São muito racionais, embora não se gabem disso, e costumam concentrar sua força no discurso, servindo sempre como bons conselheiros e transmitindo um ar de sabedoria. A racionalidade também faz com que eles sejam muito organizados e tenham bastante dificuldade em lidar com a desorganização, embora saibam perfeitamente como resolvê-la.

Dragão de Madeira – 1904, 1964, 2024

Menos individualista que os outros dragões, o Dragão de Madeira consegue usar do trabalho coletivo para atingir seus objetivos, ainda que sempre goste de figurar a posição de líder. É o típico revolucionário, capaz de usar de sua avantajada capacidade cognitiva para mover multidões como se fossem peças de xadrez sem que elas percebam. É, no entanto, modesto quanto a isso, e não gosta de ser responsabilizado pelo objetivo final: gosta de enfatizar o processo como um todo e enaltecer a participação de cada um que esteve ao seu lado em uma conquista.

É também muito generoso, simpático e acessível. Não costuma ser vingativo, mas, como os outros dragões, não se deixa vencer quando desafiado.

Dragão de Fogo – 1856, 1916, 1976

O dragão de fogo tem uma inclinação autoritária, o que gera certo medo em quem convive com ele. É, de longe, o mais extremo dos dragões, usando de sua capacidade de liderança para esbanjar egocentrismo, orgulho e soberba quando confrontado. Gosta de ser tratado como um rei, e não compreende quando suas qualidades não são reconhecidas.

É também extremamente perfeccionista, não se satisfazendo com resultados medíocres. Suas ambições pessoais, quando frustradas, podem gerar longos períodos de luto.

Dragão de Terra – 1868, 1928, 1988

O Dragão justiceiro. Não tolera injustiças, agindo sempre conforme a própria ética e honra. É engajado, empático e altruísta. É muito inteligente, mas igualmente realista e compreensivo, portanto respeita a opinião alheia e não descarta mudar de opinião no futuro.

Dotado de um calculismo silencioso, o nativo de Dragão de Terra come pelas beiradas; prefere a estratégia em vez de ceder à ansiedade. 

Dragão no dinheiro

Lida muito bem com o dinheiro e, embora não sejam ostentativos, geram muita inveja naqueles que não atingiram a mesma condição financeira. Simbolizam no dinheiro a conquista e a vitória, frutos de sua força de vontade.

O homem Dragão

O homem de Dragão não precisa estar acompanhado para se sentir completo e feliz. É um ser independente, que zela pelos prazeres da vida e sabe os aproveitar muito bem.

Busca um par que entenda sua individualidade e não a ameace. Também não gosta de futilidades, o que torna deste nativo completamente exigente quanto à suas companhias. É conquistado pelo intelecto, tem repulsa a relações superficiais e de aparência.

Não é fácil de lidar, pois é muito focado nas próprias ideias e a caba negligenciando a vida pessoal e, por vezes, seu relacionamento. Um chacoalhão pode ser o suficiente para que ele caia na real, pois é essencialmente bastante carinhoso e amoroso.

A mulher Dragão

A mulher de Dragão é emancipada, forte, independente. É sonhadora e determinada a atingir todos os seus objetivos, por isso não tolera companhias passivas, que possam lhe atrasar. Admira aqueles que, como ela, vivem uma vida repleta de sonhos e metas.